28
Mar
2019

Manter o automóvel bem conservado é do interesse de todos, afinal, evitar gastos extras e o carro com um bom funcionamento é uma prioridade para quase todo motorista. Mas esse bom desempenho depende de algumas coisas, como a revisão do carro periódica e fazer a troca de óleo e outros fluídos do seu carro. Vamos conhecer nessa postagem quais são eles:


O que são os fluidos do carro?

São líquidos destinados a lubrificar, acionar, limpar e refrigerar o veículo e seus componentes. O funcionamento perfeito do carro dependente que esses fluidos sejam de qualidade, cumpram suas funções e sejam trocados com frequência.


Qual a importância dos fluidos do carro?

Todos eles têm grande importância na lubrificação, no resfriamento e nos próprios mecanismos das partes móveis do veículo. Tão essencial quanto os líquidos em si, é a manutenção preventiva e os hábitos do motorista.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Fluído de Freio


A função do fluido de freio é transmitir a força do pedal para as rodas. Como esse líquido absorve a água devido a exposição a altas temperaturas, ele sofre oxidação (ferrugem) com o tempo e pode perder suas características. O fluido previne as falhas durante a frenagem e a perda de desempenho. A recomendação para troca é entre 10 mil quilômetros e 20 mil quilômetros. Caso a quilometragem não tenha sido atingida em um ano, você deverá fazer a manutenção mesmo assim. Se a troca não for realizada no período correto, pode acarretar na formação de bolhas.
Importante: O fluido de freio não deve diminuir de volume. Se acontecer, procure um especialista a procura de vazamentos.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Óleo de Direção Hidráulica


O fluido de direção hidráulica é responsável por aliviar o peso do volante e preservar a direção do veículo – garante leveza e eficiência no sistema. Sua reposição deve ser feita caso o nível esteja abaixo do mínimo por causa do uso. É importante que ele esteja no nível certo para que não provoque um desgaste no sistema de direção. O óleo também previne alguns problemas com o câmbio automático. A troca é recomendada entre 35 mil quilômetros e 50 mil quilômetros. Se não alcançar a quilometragem em dois anos, troque mesmo assim.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Líquido de Arrefecimento (Aditivo de Radiador)


O líquido de arrefecimento é uma mistura de água com aditivos específicos que serve para fazer funcionar o sistema de arrefecimento, responsável por resfriar o motor. Evita a ebulição e o congelamento da água do radiador e ainda lubrifica todas as peças que entram em contato com ele. O fluido também garante o desempenho e melhora a economia de combustível. As recomendações de troca do líquido de arrefecimento diferem muito de acordo com o fabricante. Por isso, verifique o manual do condutor. Como regra geral, se não tiver a informação precisa, troque a cada 10 mil quilômetros, é uma margem segura.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Limpador de Para-Brisa


Você deve completar o líquido do limpador de para-brisa assim que der falta do fluido durante o uso. Não deixe de fazê-lo. O líquido serve para limpar os vidros e facilitar a sua visão durante situações de risco. É importante para a sua segurança.
Importante: Jamais use detergente no reservatório de água dos vidros. Esse produto escorre pelo carro e prejudica pintura. Os limpadores adequados são baratos, e ainda hidratam as palhetas.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Óleo de Câmbio


O óleo do câmbio atua como um lubrificante, melhorando o desempenho do sistema de câmbio todo. Os motoristas que possuem automóveis com câmbio manual podem ficar tranquilos: a reposição só deve ser feita quando o óleo estiver abaixo do nível ideal. Se seu carro possui câmbio automático, a troca deve ser efetuada entre 40 mil e 60 mil quilômetros rodados, de forma periódica. Apesar do alto uso que fazemos do câmbio quando dirigimos, é um dos fluidos mais que mais duram.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Óleo de Diferencial


Ao rodarmos um período de em média 50 mil quilômetros, um atrito começa nas engrenagens, levando a um desgaste das mesmas. Sendo assim este material desgastado fica em suspensão dentro do óleo da caixa de diferenciais e isto prejudica o bom funcionamento das engrenagens. Em muitos casos a falta da manutenção preventiva leva a quebra de engrenagens gerando gastos de troca e por vezes até mesmo a troca da caixa inteira.
Importante: Caso perceba um pequeno “ronco” na parte traseira do veículo é de extrema necessidade que leve a um profissional de sua confiança, pois assim que a caixa do diferencial começa a fazer barulho é inerente a possibilidade de quebra.


Fluido de Freio - Quando Trocar?


Óleo do motor


O óleo serve para lubrificar, resfriar e limpar as peças do motor. Os fabricantes costumam dar suas recomendações no manual do proprietário, mas, em média, a troca é recomendada a cada 10 mil quilômetros ou a cada ano quando as condições de rodagem são ideais, mas tal prazo pode ser diferente de acordo com as condições em que o carro é submetido. Apesar de a quilometragem ser o padrão para determinar a troca de óleo, se o proprietário não atingir esse limite dentro de seis meses e rodar em condições não ideais, é recomendado fazer a substituição mesmo assim. É importante fazer a troca do filtro junto com a do óleo.
Importante: Tome cuidado com a famosa “completada” de óleo nos postos de gasolina. Se a substância antiga estiver vencida, poderá contaminar a nova. Isso faria o desempenho diminuir e poderia causar sérios danos ao motor.