29
Dez
2017

Lançado em novembro de 2017, o sistema Sinal é o substituto do sistema Sinarf/Alerta, e visa ajudar a polícia Rodoviária Federal na busca de automóveis.


Segundo o site da PRF, a probabilidade de recuperação de bens é maior nas primeiras horas que sucedem a ocorrência, portanto, é de extrema importância o registro das informações no sistema Sinal o mais rápido possível. Ainda segundo a PRF, o registro no banco de dados do sistema não substitui a necessidade da emissão do boletim de ocorrência, gerado pela polícia civil.


Com o registro das informações em tempo real, o sistema SINAL visa reaver mais de 50% dos veículos roubados, segundo o chefe da comunicação da PRF em Goiás, inspetor Newton Moraes, em entrevista ao G1. Conforme dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2016, a cada minuto um veículo foi furtado ou roubado, em média.


Conheça o SINAL, sistema de registro de roubo e furto da PRF


A plataforma encontra-se no endereço http://www.prf.gov.br/sinal. É importante que o usuário não insira informações incorretas, pois elas são de extrema importância para o trabalho da PRF. Nos campos, pode-se inserir a placa e modelo do carro ou número de chassi.


Ao verificar a veracidade dos dados registrados, o sistema Sinal notifica policiais no raio de 100km do crime ocorrido para que a fiscalização das estradas seja realizada. O nome Sinal provém da sigla para Sistema Nacional de Alarmes, referindo-se ao alerta enviado à PRF.